novembro, 2017

Master of wine britânico Tim Atkin dirigiu seminário em Shanghai

O destacado Master of Wine britânico Tim Atkin foi o responsável por conduzir o seminário “Uncovering Concha y Toro’s 19th-century vineyards”.

No dia 19 de outubro, foi realizado no Fairmont Peace Hotel de Shanghai o seminário “Uncovering Concha y Toro’s 19th-century vineyards“.

A atividade consistiu em uma masterclass seguida por uma degustação vertical dos vinhos ícone dos vinhedos mais antigos da Concha y Toro: Don Melchor, um Cabernet Sauvignon proveniente de Puente Alto, no Vale do Alto Maipo, e Carmín de Peumo, um Carmenere procedente do vinhedo Peumo, no Vale do Cachapoal. Ambos são vinhedos fundacionais para a companhia, e têm uma história que pode ser traçada até o final do século XIX.

Como líder do evento, apresentou-se Tim Atkin, Master of Wine britânico com 31 anos de experiência no setor vinícola e que é, ainda, co-presidente do International Wine Challenge, um dos concursos de vinho de maior prestígio a nível mundial, e crítico para inúmeras publicações, incluindo as revistas The World of Fine Wine, Imbibe e Decanter.

O painel foi composto também por Pablo Pressac, que desde 2015 representa os vinhos da Concha y Toro como Wine Ambassador para a região asiática.

Diante de um auditório de mais de 30 pessoas, os especialistas debateram sobre as características que distinguem estes dois vinhos, além das particularidades dos terroirs, das condições climáticas, do manejo do vinhedo e dos processos enológicos que os caracterizam.

Durante o evento em Shanghai, os participantes – entre os quais estavam destacados membros do trade, líderes de opinião, sommeliers e a imprensa – puderam degustar as safras de 1989, 1997 e 2014 do Don Melchor, e as safras de 2010, 2012 e 2014 do Carmín de Peumo.